Elisabete Jacinto forçada a abandonar o Africa Race 2017

Elisabete Jacinto terminou hoje a sua participação no Rali Africa Eco Race 2017 devido a um problema mecânico que surgiu no motor do MAN TGS que foi impossível de solucionar e impediu os portugueses de continuar na prova.

A equipa Bio-Ritmo® tinha cumprido cerca de 70 quilómetros da especial de hoje, a qual era composta por 370 quilómetros cronometrados, quando um princípio de incêndio ocorreu na zona no motor do MAN TGS de competição. Elisabete Jacinto parou antes de entrar nas dunas do Erg Chebbi para apagar as chamas e verificar os danos sofridos.

Os portugueses rapidamente extinguiram o fogo e logo perceberam que seria impossível continuar em prova: “já tínhamos feito cerca de 70 quilómetros de percurso e estávamos no oued que dá acesso ao Erg Chebbi quando a certa altura o Zé se começou a queixar de um cheiro a queimado dentro da cabine. O Marco percebeu que de facto havia qualquer coisa que ardia. Nesse momento, parámos e desligámos o motor. Quando saímos percebemos que havia chamas sobre o motor que estava a derramar óleo. Pegámos nos extintores, apagámos o incêndio e constatamos que tínhamos um problema grave no motor. Chamamos a assistência que veio ter connosco para nos ajudar a resolver o problema. Ainda tínhamos esperança de poder continuar em prova mas passado algum tempo percebemos que de facto a avaria era grande e que não poderíamos continuar. Foi de facto uma grande desilusão para todos nós”, contou Elisabete Jacinto.

Jorge Gil, gestor da formação Bio-Ritmo®, considerou que a destreza e experiência da equipa foram essenciais para minimizar os estragos: “o que aconteceu no decorrer da etapa de hoje foi de facto preocupante. Felizmente todos os elementos estavam preparados e conseguiram rapidamente apagar o fogo que deflagrou. Foi o bom senso e eficácia nomeadamente do mecânico Marco Cochinho que permitiu que os danos no nosso MAN TGS não fossem maiores” referiu.

Os portugueses já estão de regresso a Portugal e vão, rapidamente, dar inicio à recuperação do camião para começarem a preparar a próxima prova do calendário desportivo de 2017. O Morocco Desert Chalenge, que se disputa entre 16 e 23 de Abril, será a próxima grande aventura da formação portuguesa.

Bookmark the permalink.

Comments are closed